Acção 2017-04-11T09:29:42+00:00

Acção

A finalidade da Nova Acrópole desenvolve-se através de uma Organização Cultural Internacional implantada em quatro continentes nos mais diversos campos de actividades culturais e sociais.

Está integrada por pessoas de todas as idades, raças, níveis sociais e procedências. A adesão dos sócios à associação é livre e voluntária. Asua participação na vida da associação adapta-se às circunstâncias pessoais, familiares e profissionais de cada um.

1. Porquê acções culturais?

nova-acropole-accao01A cultura tem um grande poder de transformação quando se converte num elemento vivo. Dá-nos um maior conhecimento e alternativas para decidir adequadamente.

Há mais de 10.000 anos que a humanidade nos legou uma importante herança. Se a adaptarmos e vitalizarmos, poderemos beneficiar com as suas experiências.

A autêntica cultura dá lugar ao florescimento de verdadeiros valores interiores como a ordem, a justiça, a verdade, a igualdade, a honra, a liberdade, etc. que aproximam os indivíduos. O Homem assumiu a sua condição humana quando foi capaz de observar as coisas para além das aparências, imaginar, comparar e criar símbolos.

A cultura, face à crise de identidade que vive o indivíduo do nosso século, engendra novas acções sociais, morais, filosóficas e espirituais e prepara as jovens gerações para constituir consciente e eficazmente o que deverá ser o séc. XXI.

Por fim, a cultura permite que a tolerância e a solidariedade unam os homens entre si.

2. Áreas de Actividade

nova-acropole-accao02A cultura não pode ser vivida nem transmitida sem uma educação integral que active as dimensões do indivíduo em benefício do conjunto.As diversas actividades que a Nova Acrópole realiza têm como denominador comum o exercício de uma missão educativa, através de uma pedagogia do exemplo, “a única linguagem universal que todos os homens compreendem”, como muito bem assinalou o professor Livraga.

a) Escola de Filosofia à Maneira Clássica

Para viver o presente com projecção de futuro, a Nova Acrópole dá à Filosofia um sentido clássico: prático e activo e não apenas intelectual ou contemplativo. Ou seja, há que viver o que se aprende e aprender do que se vive.

O programa de estudos desta Escola de Filosofia abarca os mais importantes sistemas de pensamento do Oriente e do Ocidente, com as suas propostas práticas, para que o ser humano possa canalizar as suas potencialidades de forma eficaz. Aplica os valores humanos essenciais e as qualidades intemporais que constituíram o suporte de todas as civilizações.

Esta filosofia activa desenvolve a capacidade do domínio de si próprio, pacifica o espírito e actua de acordo com o que a nossa razão e consciência podem captar da harmonia do mundo. Dessa forma concilia sentimento, pensamento e acção e ensina a pensar por si próprio e a decidir livremente.

A prática da filosofia abarca todo o leque da existência humana; serve para dar um sentido à vida e não deixar-se levar por ela.

b) Grupos de Aplicação Prática

É importante aprender através da prática: só a experiência como vivência produz mudanças profundas.

Para actuar na sociedade há que conciliar a vida individual e a vida colectiva. Mas também compartilhar experiências com os outros. Para tal, surgiram os grupos masculinos e femininos: autênticas Forças Vivas ao serviço da sociedade e do mundo circundante.

c) Espírito de Participação em Acções Comuns

Reunir homens e mulheres de boa vontade para, em conjunto, actuarem ao serviço do bem comum, isto é, para além dos interesses particulares.